Seguidores

quinta-feira, 2 de junho de 2011

Saudades...




As coisas sempre mudam. E como mudam!

Têm coisas que mudam a conta-gotas,

vem e vai de mansinho... bem devagarinho...

E nessa lentidão perdemos a noção do tempo

que só perceberemos tempos depois.

Têm coisas que mudam

prá melhor e outras para pior.

Em outros momentos,

a mudança é brusca e radical.

Ao perder o ente querido,

o vazio é pertinente e irreversível

Mas passível...

São mudanças involuntárias não vencidas,

Ao contrário de sumir pelo mundo

Sem explicações para o nosso desconforto

Trocando a existência pela inexistência.

Viver sem dar notícias, viver sem dar às caras,

Morrer sem despedidas, desaparecer e ficar só saudades.

Vivo agora um luto sem um morto prá chorar

e o “Tudo” que passou parece inútil imponderável

Restando apenas um vazio gigante, injusto e inexplicável.

       
Lili Rebuá
                                                                    

Juíza usa sua própria história para desmascarar as falácias da tão propalada meritocracia.


Símbolo da resistência

Ana Júlia discursou na quarta-feira (26) na tribuna da Assembleia Legislativa do Paraná para defender a legitimidade das ocupações de escolas como forma de luta pela qualidade da educação pública.
Segundo a ombudsman da Folha, uma espécie de ouvidora que atua sob a perspectiva dos leitores do jornal, a cobertura da imprensa é tímida para a dimensão da luta dos estudantes contra a reforma do ensino médio (MP 746) e contra a PEC 55 (antiga PEC 241) que congela investimentos na educação por 20 anos.

Do Canal O Mundo segundo Ana Roxo


Explicações simples para assuntos complexos 

Beautiful!! Muy Bueno! Very nice! Very cool ! Bravo. :)